Resenha: A culpa é das estrelas

“Alguns infinitos são maiores que outros.”

a culpa é das estrelas fanart

Ilustração de Hazel e Gus por drNightFlower

Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante, o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

linha blog 2

Eu sei o que você pensa quando descobre que os protagonistas desse livro tem câncer, você assim como eu, pensa que o protagonista vai ser o câncer e que o livro vai ser mega triste e deprimente. Mas não, esse é um livro sobre pessoas, dois adolescentes para ser mais específica, dois adolescentes que tentam fazer com que o câncer não defina a vida deles.

Augustus por exemplo quer ter feito alguma coisa importante na vida dele que não seja apenas ter câncer. É muito bom ver como o John Green é inteligente o bastante para fazer um livro em que o enredo não seja feito com o principal objetivo de fazer você chorar, você obviamente chora, porque a história mexe com seus sentimentos, mas não apenas isso. Você se diverte, tira lições de vida incríveis e tem a oportunidade de ler uma história belíssima e apaixonante.

I fell in love

Alguém me responde da onde que o John Green tira essas frases perfeitas ?

Eu achei os personagens fantásticos, eles são adolescentes mas por causa de sua condição parecem mais amadurecidos. Mas isso também não quer dizer que eles são fortes 24 horas por dia todos os dias, afinal eles são jovens e tem todo o direito de sofrer por corações partidos, ou se comparar a uma bomba relógio prestes a explodir. Não vou falar muito mais sobre o livro, até porque ele é bem rápido de ser lido e não tem uma trama complicada.

tfios

Esse livro é uma maquina de fabricação de frases perfeitas.

Esses é um daqueles livros sobre a vida, sabe? Não é um livro feito só de momentos tristes e também não tem só momentos felizes. Não tem um final feliz e milagroso, mas isso só deixa ele mais parecido com a vida real. Tanto a Hazel quanto o Augustus poderiam existir de verdade, poderiam ser simplesmente pessoas reais tentando viver nesse mundo que definitivamente não é uma máquina de fabricação de desejos.

Conclusão: Eu recomendo muito. O livro é rápido, divertido e emocionante. Além disso, você tira frases que vai levar para a vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s