Resenha: Cidade das Cinzas

Um par de lobisomens ocupava outra mesa. Estavam comendo perna de carneiro crua e discutindo quem ganharia numa briga: Dumbledore, dos livros de Harry Potter, ou Magnus Bane.

Cidade das Cinzas

Sinopse – Cidade das Cinzas – Os Instrumentos Mortais – Vol. 2 – Cassandra Clare

Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau… e também o pai de Clary e Jace.

linha blog 2

Não tenho muito o que falar sobre Cidade das Cinzas, porque mesmo que eu ainda não tenha começado a ler Cidade de Vidro, esse livro me pareceu muito uma transição entre o começo e o fim. Espero que isso signifique que o próximo livro vai pegar fogo, já que se eu não me engano tem mais 4 livros nessa série, então vai ter que ter muita história para preencher esses livros.

A leitura desse livro é bem divertida, embora tenha sentido falta de algumas piadinhas que rolavam de vez em quando no primeiro livro. A autora não coloca mais todas as atenções no ponto de vista da Clary o que deixou a leitura bem mais legal já que nós podemos acompanhar Jace e alguns outros.

Tenho dizer que de todos os pontos de vista o da Maia me conquistou no primeiro momento. Que personagem legal e bem feita, eu quero muito ver mais dela, e que pelo amor de deus ela não tenha sido feita só para aparecer naquele núcleo de romance da série.

tumblr_mhkqxx6fuz1r185zao1_500

Aliás nessa parte de romance esse livro testou minha paciência. Ninguém tem certeza de nada, nem de quem quer ficar. Sério, que confusão. O Simon consegue ser o único ali que tem certeza de alguma coisa, e de novo, mostra que mesmo sendo o subestimado é o que mais toma decisões, algumas péssimas, mas mesmo assim ele mostra que está ali e tem que se provar a todo estante. Continuando a falar sobre romance, a Clary e o Jace estavam me dando muito nervoso. Algum de vocês dois tomem uma decisão por favor!

Falando sobre Jace, ele continua crescendo como o melhor personagem do livro, toda aquela parte sobre os medos dele é uma das melhores. Todos os personagens acabam crescendo neste livro mesmo que pouco, mas fica tudo bem por que você gosta deles mesmo sem que eles sejam mais aprofundados. Confesso que ainda espero ansiosamente que todos os personagens virem mais Bad ass, especialmente a Clary, que ta precisando levar umas broncas da Isabelle.

aproves

 

Conclusão: A série continua muito legal. Tem referência a Harry Potter, nós conhecemos o mundo (infernal) das fadas, e entendemos mais sobre lobisomens e vampiros. Então, estou indo direto para o próximo livro.

2 comentários sobre “Resenha: Cidade das Cinzas

  1. Puxa, quase não consigo comentar… Eu clicava em “Deixe um comentário” e a página só dava erro, hehe
    Pois bem, comentando…
    Confesso que sou um tanto preconceituosa quando leio “Stephenie Meyer” em algum lugar, principalmente em capas de outros livros que não são os dela. Mas é claro que não dá pra eu afirmar que não gostei desse livro, uma vez que nunca o li^^’
    Não é o estilo que me agrada muito, mas já ouvi muito falar sobre ele. E é legal o que você falou sobre a narrativa ser divertida, isso é muito importante. Narrativas monótonas tiram o prazer da leitura.

    Ótimo post! Uma boa semana pra você🙂

    • Essa coisa de comentário da Stephenie Meyer na capa dos livro é puro marketing, tem que ignorar mesmo. Por exemplo, Jogos Vorazes tem um comentário gigante dela na parte de traz do livro, e mesmo assim ele é um ótimo livro. Eu não intendo o que se passa na cabeça desse pessoal do marketing de livros rsrsrs…
      No começo eu também achei que não iria gostar muito desses livros, mas eles estão me surpreendendo bastante, são fáceis de ler oque é bem legal, e o melhor de tudo é que a historia não é muito clichê.
      Obrigado pelo comentário *-*
      Uma ótima semana pra você também…bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s