Gone – Crianças podem ser assutadoras

     Bem-vindo à Praia Perdida, onde o nosso lema é: Radiação, que radiação ?”

Um exemplo de capa brasileira muito melhor que a original ...

Um exemplo de capa brasileira muito melhor que a original.

Sinopse – Gone: O Mundo Termina Aqui – Livro 1 – Michael Grant

Em um piscar de olhos, todos com mais de 14 anos desaparecem. Restam adolescentes. Pré-adolescentes. Crianças. Nenhum adulto. Nenhum professor, policial, médico ou responsável. Linhas de telefone, redes de televisão e a internet param de funcionar. Não há como pedir ajuda. A fome é intimidante e a violência começa. Os animais parecem estar se transformando, e uma criatura sinistra está à espreita. Os próprios adolescentes estão ficando diferentes, desenvolvendo novos talentos: poderes inimagináveis, perigosos e mortais, que crescem dia após dia. É um mundo novo e assustador. É preciso escolher um lado — e a guerra é inevitável.

linha blog 2

Todos nós já fomos crianças um dia e provavelmente você se lembra de como as crianças podem ser tão cruéis quanto adultos, as vezes, até mais. É disso que se trata Gone, os adultos desparecem e resta para as crianças o trabalho de sobreviverem sozinhas, em um mundo que também não está colaborando muito para a sobrevivência delas.

Com isso, óbvio que eles começam a criar uma sociedade, não por obrigação, mas por instinto. E em como todas as sociedades os mais fortes ou mais espertos passam a liderar, dependendo do líder isso pode ser bom ou ruim. Ai que entra o Sam na história. Ele tem 14 anos e é o protagonista da história.

O Sam já tem um passado meio heroico e logo ele vai se mostrando um líder nato, todos confiam nele como líder, mas ele meio que luta com todas as forças para negar isso, esse é um ponto meio chato do livro, mas calma, é só uma parte pequena .

Tirando o Quinn, que é o melhor amigo do Sam e só fica legal nos últimos momentos do livro, os outros personagens são fantásticos. Edilio, Maria, Albert, Diana, Caine e assim vai. Todos personagens que mesmo não tendo muito destaque, quando aparecem roubam a cena, sendo pela personalidade ou pelos problemas que eles enfrentam.

gone serie

Uma coisa muito incrível nesse livro é como cada personagem enfrenta o problema de forma única e como vários deles tem os problemas pessoais tão ruins quanto o grande problema.

Agora eu tive que separar um paragrafo só pra Lana. Que personagem incrível. Sabe aquele personagem que está na pior situação possível e de repente consegue dar uma virada incrível na história. E eu não posso dar muito spoiler, mas se têm uma personagem muito forte nesse livro é a Lana.

Se você pretende ler eu preciso alertar que tem umas partes bem impressionantes. Tem muito sangue e violência nesse livro e muita descrição nessas partes. Machucados, lutas, partes do corpo quebradas. Vocês já entenderam que não é um livro que você termina com um sorriso no rosto.

Conclusão: Eu recomendo demais. Leia Gone se você gostar de personagens muito bem feitos, uma história muito boa e não se importar com violência entre pessoas com menos de 15 anos. 

Um comentário sobre “Gone – Crianças podem ser assutadoras

  1. Pingback: Fome de Michael Grant | Quase Igual

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s