Crítica: La belle et la bête

Sentimentos sãoFáceis de mudar…

la belle et la bete

 A sinopse: La belle et la bête se passa no ano de 1810, onde um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de três filhos e três filhas. A família se muda para o campo e Bela (Léa Seydoux), a filha mais jovem, parece ser a única a se entusiasmar com a vida rural. Quando o pai de Bela arranca uma rosa do jardim de um palácio encantado, ele é condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel).

linha blog 2

A parte boa: Quem nunca viu o clássico A Bela e a Fera da Disney? Eu inclusive quando era pequena obriguei meus pais a me levarem no cinema para ver na segunda exibição do filme, mesmo que eu já tivesse visto em casa 1300 vezes.

A Bela e a Fera tem com certeza um lugar no meu coração, então eu fiquei muito feliz vendo esse filme, mesmo não tendo quase nada parecido com o desenho da disney é impossível não comparar os dois ou não ficar lembrando das musiquinhas em algumas cenas parecidas. Ponto pela nostalgia.

Léa Seydoux é a nova queridinha do mundo, depois que ela protagonizou Azul é a Cor Mais Quente. E eu gostei dela como a Bella, ela é muito delicada, parece uma princesa mesmo. Da Fera não da para dizer muita coisa, já que na maior parte do filme ele é feito em computação, mais o ator que faz ele é ótimo também.

la belle et la bete

Não tenho palavras pra descrever como os cenários e os figurinos são maravilhosamente lindos e como tudo é bem feito. Dá a impressão de um verdadeiro conto de fadas, uma mistura do real e do imaginário. Eu daria tudo pra ver esse filme em uma tela de cinema ou em qualquer lugar que não fosse a telinha do meu notebook. Update: Aparentemente o filme vai passar nos cinemas daqui em outubro, e isso me fez uma pessoa feliz.

A parte ruim: O roteiro é o pior problema desse filme, tudo acontece muito rápido e não dá pra ver em que momento a Bella começa a gostar mesmo da Fera. E eu sei que é um conto de fadas e quem precisa de um roteiro mega elaborado? Mas eles capricharam tanto nos flashbacks podiam ter caprichado na história de romance atual também.

Mas mesmo que o roteiro tenha várias falhas esse filme é uma adaptação muito melhor, por exemplo, do que a Alice do Tim Burton ou Branca de Neve e o Caçador. Talvez os franceses devessem fazer as adaptações dos contos de fadas daqui pra frente.

la belle et la bete

 

Conclusão: Eu adorei. Pela nostalgia, pela atriz, e mesmo com os probleminhas no roteiro. Só a fotografia já vale todo o filme.

2 comentários sobre “Crítica: La belle et la bête

  1. O filme vai passar por aqui só em outubro? Que absurdo esperar tanto tempo pra chegar no Brasil quando lá fora já foi visto por milhares de pessoas e que até deve já ter se tornando notícia passada. Não sei pq isso, não é a toa que as pessoas baixam da internet.
    Mas enfim (haha), estou muito curiosa pra assistir esse filme também, parece ser bem legal, e a história é uma das minhas favoritas.
    Eu fico com um pé atrás com relação a essas adaptações pq eu tbm não gostei muito da Alice do Tim Burton, mas vamos lá que eu ainda tenho esperanças. hehehe

    Beijos,
    Livro de Memórias | Fanpage do Blog

    • Cinemas do Brasil nem um pouco atrasados como sempre hahaha… Mas geralmente, e infelizmente se o filme não é um blockbuster americano eles nem dão atenção mesmo. A verdade é que se não fosse pela internet a gente não ia ter acesso a muito filme bom.
      Alice do Tim Burton me da uma dor no coração até hoje, eu queria tanto ter gostado, é um daqueles filmes que podiam ser tão perfeitos e não foram. Mas não vamos perder as esperanças hahaha.
      Obrigado por comentar e visitar o blog, beijos…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s