Resenha: Cidade do Fogo Celestial

Livremente servimos porque livremente amamos”

Cidade do fogo celestial

 

Sinopse: Cidade do Fogo Celestial – Os Instrumentos Mortais – Vol. 6 – Cassandra Clare

ERCHOMAI, Sebastian disse. Estou chegando. Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo, deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais.

linha blog 2

Acho que eu devia começar essa resenha parabenizando Cassandra Clare, não que ela vá ler essa resenha um dia, mas não custa nada mesmo. Escrever um livro para nós, seres humanos normais já é uma perspectiva quase impossível, imagina então escrever uma série, sabe o trabalho que isso deve ter dado?

E ainda mais uma série que não é ”meia boca” ou ”boba”  como algumas pessoas costumam pensar. Os Instrumentos Mortais é uma série muito boa. Além disso a Cassandra Clare conseguiu criar um mundo com diversas possibilidades de histórias e personagens e isso é incrível.

Eu não vou comparar esse livro com os outros da série porque não lembro muito bem deles, mas falo que com certeza ele é um dos três melhores da série. Infelizmente não achei o livro tão espetacular como queria ter achado, queria que ele fosse tão bom quanto o cidade de vidro, mas eu simplesmente não achei.

O ritmo do livro é muito bom e a última parte foi uma surpresa quanto a mudança do cenário. E eu sempre amei o humor dos livros, mas as piadinhas nesse livro se superaram, estavam fantásticas e servem para quebrar um pouco da tensão da guerra.

  • Alec: I did not make a pie, for three reasons.
  • Alec: One, because I do not have any pie ingredients.
  • Alec: Two, because I don’t actually know how to make a pie.
  • Jace: And three?”
  • Alec: Because I am not your bitch.

O prêmio de maior evolução de personagem vai pra Maia que me enganou no começo do livro, com um drama muito bobo. Mas dai acontece uma coisa que é talvez o maior spoiler desse livro, e a Maia não para de ficar incrível, todas as cenas delas são consequentemente muito boas.

Se eu durante todo o livro não estava me tocando que era realmente o final, no último capítulo me bateu uma tristeza de estar acabando a séries que me lembrou o que eu senti com o final de Harry Potter. O Prólogo é de tirar o folego, ao mesmo tempo que ele é um final feliz, é um final meio melancólico, e sinceramente, achei perfeito.

Eu adoro essa capacidade da Cassandra Clare de não importa o quão lento for o livro ela vai sempre dar um jeito de fazer um final tão bom que equivale a tudo que estava faltando.

Mesmo com toda a tristeza do fim dessa saga eu confio até demais que Os Artifícios das Trevas vai ser uma nova série tão boa quanto. E também confio demais na Emma como a nova protagonista, se ela já é badass desse jeito com só 12 anos imagina mais velha. E os 2 conflitos principais dela são coisas que eu quero muito ver o desenrolar.

Conclusão: Como não amar essa série? E como não amar esse último livro?

 “Porque o mundo não é dividido em especial e extraordinário. Todo mundo tem o potencial de ser extraordinário. Contanto que você tenha uma alma e vontade, você pode ser qualquer coisa, fazer qualquer coisa, escolher qualquer coisa.

tumblr_n8v2v2jOCy1r80kcoo1_1280

Ilustração linda que eu achei no tumblr: taratjah.tumblr.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s